Menu

Culto Online

O Poder do Testemunho | Pr. Domingos Jardim

Perguntas para cada membro da célula responder

  1. Você estava presente no culto de celebração no domingo?
  2. Você estava presente no TADEL ontem?
  3. Quem é o seu discipulador? Que dia e hora vocês se encontram?
  4. Quem são seus discípulos? Que dia e hora você os encontra?
  5. Quem são seus GE’s? Que dia e hora você os encontra?

O PODER DO TESTEMUNHO

Daniel 1.3-6

Introdução: Olhando para a vida desses quatro jovens, vamos estudar sobre o poder de um bom testemunho…

Um bom testemunho fala mais alto do que milhares de palavras; nós falamos mais com a nossas atitudes do que com as nossas palavras…

“O que tu és fala tão alto que não consigo ouvir o que tu dizes.”

No ano 586 AC, o exército babilônico invadiu, Israel, destruiu o templo e a cidade de Jerusalém; e muitos jovens judeus foram levados como prisioneiros de guerra pelo rei Nabucodonosor; no entanto, poucos anos depois o império babilônico foi impactado e influenciado pelo poder do testemunho de quatro jovens Daniel, Sadraque, Mesaque e Abednego. A vontade de Deus é que o seu testemunho possa influenciar a sua geração, e assim, levar muitas pessoas à salvação em Cristo Jesus.

 

1 – UM BOM TESTEMUNHO É RESULTADO DE CONSAGRAÇÃO AO SENHOR. (Daniel 1.8-20)

 

Esses quatro jovens tomaram a decisão de não se contaminarem com estilo de vida do palácio real, comida, bebida… porque isso, ia de encontro com os princípios e valores de sua fé em Deus. Daniel 1:8-17

A recomendação da Bíblia é para não nos conformarmos com este mundo, não tomar a forma deste mundo, não viver de acordo com padrão desse mundo que é influenciado pelo maligno.

“Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pel a renovação da vos s a mente, par a que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12.1,2)

O tema da conferência DEEP para o próximo ano é: Desconforme-se; ou seja, não tome a forma, não se amolde, não viva de acordo com o padrão desse sistema mundano…

Milhares de jovens foram levados para a Babilônia, porém, a Bíblia só menciona os nomes de quatro deles que tiveram coragem de ser diferentes. Viva uma vida consagrada ao Senhor Deus, então, o seu testemunho influenciará milhares de vidas.

 

2 – O BOM TESTEMUNHO É RESULTADO DE DEDICAÇÃO E COMPROMISSO COM DEUS. (Daniel 1:18-20)

 

Para ter um bom testemunho é preciso ter compromisso com Deus e sua santa Palavra. Sabedoria é resultado de temor ao Senhor, dedicação e estudo.

“O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência.“ (Prov. 9.10)

 (Daniel 1.5) e (Daniel 1.17,18)

Um bom testemunho é resultado de compromisso com santidade de Deus.

“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” (Hebreus 12.14)

 (1 Tes. 4.3-7)

Preparação, estudos, dedicação, consagração e um bom testemunho leva à promoção.

“O rei conversou com eles, e não encontrou ninguém comparável a Daniel, Hananias, Misael e Azarias; de modo que eles passaram a servir o rei.” (Daniel 1.19)

Porque esses quatro jovens honraram ao Senhor com seu estilo de vida Santo; Deus os fez mais sábios do que todos os sábios do império babilônico.

“O rei lhes fez perguntas sobre todos os assuntos que exigiam sabedoria e conhecimento e descobriu que

eram dez vezes mais sábios do que todos os magos e encantadores de todo o seu reino.” (Daniel 1.20)

O Senhor Jesus nos estabeleceu como sal da terra e luz do mundo; Ele nos salvou e nos chamou para influenciar e não ser influenciado, Ele nos chamou para ser cabeça e não cauda… (Deut. 28.13)

(Mateus 5.13,14,16)

Seja cabeça na escola, na faculdade, no trabalho, nos negócios, na política, na economia, no ministério… (Deut. 28.13)

Um minoria de 2% da população, querem ditar para 98% da população brasileira, as suas ideologias…

“O que me preocupa não é o grito dos maus, é o silêncio dos bons!” (Dr. Martin Luther King Jr)

Um poderoso testemunho é resultado direto de uma vida cheia do Espírito Santo.

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em

Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.” (Atos 1.8)

Um bom testemunho é dado por aqueles que têm compromisso de viver na terra de acordo com os

princípios, os valores e a cultura do céu.

 

3 – O TESTEMUNHO QUE INFLUENCIA UMA NAÇÃO É RESULTADO DE ALINHAMENTO COM O CÉU.

É nosso dever estarmos alinhados com o céu, em completa sintonia com o Espírito Santo.

As revelações do Senhor nosso Deus são para aqueles que são íntimos do Espírito Santo e que vivem alinhados com o céu.

Exemplo: Rei Nabucodonosor teve um sonho, e tomou a decisão de não contar a ninguém, então,reuniu todos os sábios da Babilônia e disse: “Eu tive um sonho, agora, sob pena de morte, revelem qual foi o sonho e me deem a sua interpretação…” (Daniel 2.1-12)

Daniel, orou com os seus amigos Sadraque, Mesaque e Abdinego, então, recebeu de Deus a revelação e a interpretação do sonho do rei Nabucodonosor… (Daniel 2.13-49)

O sonho: Uma grande estátua, cabeça de ouro fino, peito e braços, de prata, tórax e quadris, de bronze, pernas, de ferro, os pés, em parte ferro, em parte de barro. (Daniel 2.31,32)

A visão: Uma pedra foi cortada sem auxílio de mãos veio contra a estátua e esmiuçou, ela se fez pó e o vento levou… (Daniel 2.34,35)

A interpretação: A cabeça de ouro é você é o seu reino, depois virão mais quatro reinos… mas o Deus do céu estabelecerá o seu Reino e ele jamais será destruído…

Aqui temos um quadro nunca visto antes, o rei mais poderoso do mundo da época ajoelhado, prestado aos pés do seu servo, Daniel.

“Então o rei Nabucodonosor caiu prostrado diante de Daniel, prestou-lhe honra e ordenou que lhe fosse apresentada uma oferta de cereal e incenso.” (Daniel 2.46)

Devido ao bom testemunho de Daniel e seus amigos, e a revelação do sonho do rei; o Senhor Deus foi glorificado e passou a ser conhecido e temido na terra.

“O rei disse a Daniel: “Não há dúvida de que o seu Deus é o Deus dos deuses, o Senhor dos reis e aquele que revela os mistérios, pois você conseguiu revelar esse mistério.” (Daniel 2.47)

Essa revelação de Daniel salvou os sábios da Babilônia e as suas famílias da morte; Daniel, foi nomeado chefe supremo deles, então, eles passaram a crê no Deus verdadeiro; por isso, quando Jesus nasceu, os descendentes daqueles sábios, receberam a revelação e fizeram uma longa viagem para adorar o Rei da glória.

“Então, o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitos e grandes presentes, e o pôs por governador de toda a província da Babilônia, como também o fez chefe supremo de todos os sábios da Babilônia.” (Daniel 2.48)

Mateus 2.1-12) Você está alinhado com céu?

O alinhamento com o céu traz revelação e avivamento.

 

CONCLUSÃO

O testemunho de quatro jovens que foram levados para a Babilônia como prisioneiros de guerra, impactou toda a história do império babilônico; cerca de 127 nações foram influências pelo testemunho daqueles jovens.

O seu testemunho será poderoso se você tiver coragem de ser diferente e compromisso para fazer a diferença. Que as pessoas possam olhar para você e dizer: “Esse é um santo homem de Deus…” O seu testemunho pode influenciar milhares de pessoas, se você for revestido, possuído, ungido e movido pelo Espírito Santo. Aleluia! Amém!

 

PIB INFORMA

ONDE ESTÁ O TEU IRMÃO? Faremos nesse semestre uma grande campanha com dois objetivos de buscar as ovelhas perdidas e trazer de volta os que se afastaram das células e da igreja. Querido líder, a sua participação e de toda a sua célula é importantíssima. Contamos com vocês!

ABRACE ESSA VISÃO! Esse é o tema da campanha para a instalação da estrutura metálica e telhado do prédio de cultos de nossa nova sede. Contamos com a sua oração e participação com fidelidade. Juntos somos melhores e mais fortes!

FACE A FACE COM DEUS CRIANÇAS (08 anos até 11 anos) – 03 a 05 de novembro – Inscreva-se na secretaria da igreja.

CELEBRAÇÃO DAS CÉLULAS – Faça sua inscrição no final dos cultos ou na secretaria da igreja.