Menu

Culto Online

MILAGRES FEITOS POR MUITAS MÃOS | Pr. Domingos Jardim

Perguntas para cada membro da célula responder

  1. Você estava presente no culto de celebração no domingo?
  2. Você estava presente no TADEL ontem?
  3. Quem é o seu discipulador? Que dia e hora vocês se encontram?
  4. Quem são seus discípulos? Que dia e hora você os encontra?
  5. Quem são seus GE’s? Que dia e hora você os encontra?
  6. QUANTIDADE DE PESSOAS, DA SUA CÉLULA, QUE ESTARÃO PRESENTES NA CELEBRAÇÃO DAS CÉLULAS?

 

MILAGRES FEITOS POR MUITAS MÃOS (MATEUS 14:13-21)

INTRODUÇÃO: A multiplicação dos pães e peixes realizado por Jesus teve a participação direta dos seus discípulos, ou seja, esse foi um milagre que Jesus compartilhou a sua realização com os seus discípulos, a fim de ensiná-los e capacita-lo para a missão. A multiplicação dos pães e peixes nos ensina que Jesus quer a nossa participação ativa na realização dos seus grandes milagres com o objetivo de suprir a necessidade das pessoas. Como igreja nós somos o corpo de Cristo; somos as mãos de Jesus curando, libertando, abençoando e salvando; somos a voz de Jesus proclamando as boas novas do evangelho do Reino de Deus. O maior de todos os milagres que alguém pode experimentar é a salvação em Cristo Jesus.

 

1 – OS DISCÍPULOS DE JESUS SÃO CHAMADOS PARA SERVIR. (MATEUS 14.16)

Os discípulos de Jesus não são os que se assentam à mesa para serem servidos, mas, os que servem às mesas para servir às pessoas; são servos servindo aos que servem, porque, onde o sol da justiça brilha não tem espaço para estrelas. (Marcos 10.43-45)

As pessoas estavam com fome, elas tinham ido a pé ao encontro de Jesus no deserto e estavam com Ele ouvindo os seus ensinamentos o dia todo. (Mateus 14.13-15)

O ministério de Jesus sempre foi completo, ele pregava o evangelho todo a todos que queriam ouvir, ensinava, pregava, curava e libertava as pessoas. A tendência dos religiosos sempre é: “Despede as multidões…” (Mt 14.15) Os religiosos não têm compromisso de amor e cuidado com o seu próximo, nem compaixão dos que sofrem; mas os verdadeiros discípulos de Jesus devem amar e cuidar bem de cada pessoa.

Ex: A parábola do bom samaritano… (Lucas 10.29-37) A ordem de Jesus é: “Dai-lhes vós mesmos de comer.” (Marcos 6.37) Jesus nos ensina a fazer as coisas organizadamente, coloquem o povo sentado em grupos de cinquenta pessoas. “Porque estavam ali cerca de cinco mil homens. Então, disse aos seus discípulos: Fazei-os sentar-se em grupos de cinqüenta.” (Lucas 9.14) Jesus nos ensina a não desperdiçar nada, recolheram doze cestas cheias do que sobrou. “Todos comeram e se fartaram; e ainda recolheram doze cestos cheios de pedaços de pão e de peixe.” (Marcos 6.42,43) Quando colocamos o que temos nas mãos de Jesus, ele multiplica, abençoa muitas pessoas e você ainda recolhe doze cestos cheios. “Todos comeram e se fartaram; e dos pedaços que sobejaram recolheram ainda doze cestos cheios. E os que comeram foram cerca de cinco mil homens, além de mulheres e crianças.” (Mateus 14.20,21)

 

2 – COMO DISCÍPULOS NÓS PODEMOS LEVAR AS PESSOAS A EXPERIMENTAR O MILAGRE DE JESUS.

Os milagres de Jesus podem ser resultado da ajuda de todos nós os seus discípulos. Ex: Os quatro homens que levaram um paralítico até Jesus… (Marcos 2.3-12) Os discípulos trabalhavam intensamente pregando o Evangelho do Reino, o arrependimento e a fé em Jesus. (Marcos 6.7,12,13,30).

O nosso primeiro chamado é para estar em comunhão profunda com o Senhor e como resultado dessa comunhão, pregar o evangelho de Jesus.

Temos que alinhar o nosso coração com o coração de Deus o nosso Pai, e alinhar a nossa agenda com a agenda do céu; alinhamento com o céu gera avivamento na terra. Mais importante do que está com a agenda cheia, ocupado o tempo todo, é está ocupado com as coisas de Deus e o seu Reino. (Mateus 6.33) Muitas pessoas estão sofrendo e precisando de um milagre, nós devemos levar as pessoas a Jesus, para serem curadas, salvas, libertas, restauradas e abençoadas. (Mateus 11.28-30) Muitas pessoas estão cansadas, oprimidas, depressivas, aflitas, exaustas, sem esperança, como ovelhas sem pastor. (Mateus 9.35,36) As pessoas passaram o dia todo no deserto ouvindo os ensinamentos de Jesus e sendo curados por Ele. “Ao desembarcar, viu Jesus uma grande multidão e compadeceu-se deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. E passou a ensinar-lhes muitas coisas. Em declinando a tarde, vieram os discípulos a Jesus e lhe disseram: É deserto este lugar, e já avançada a hora; despede-os para que, passando pelos campos ao redor e pelas aldeias, comprem para si o que comer.” (Marcos 6.34-36)

 

3 – COMO DISCÍPULOS TEMOS QUE APRESENTAR UMA SOLUÇÃO COMPLETA.

Os discípulos não apresentaram a solução, mas uma saída que demonstrava falta de compaixão (Mateus 14.15). Essa atitude dos discípulos sugerindo a Jesus que mandasse as multidões embora é muito parecida com a atitude dos religiosos atuais que não dão dízimo, não ofertam, mas querem dizer o que os pastores tem que fazer, e, ainda criticam a igreja. As nossas casas precisam ser lugar de manifestação do céu na terra, para que as pessoas tenham um encontro real, pessoal e prático com Jesus Cristo. Como discípulos temos que ensinar tudo o que Jesus nos ordenou, e pregar o evangelho todo, a todas as pessoas, em todos os lugares, de todas as maneiras possíveis. (Marcos 16.15,16; Mateus 28.20) Se quisermos ver os milagres de Jesus temos que deixar de lado a calculadora: “Duzentos denários não dariam…” “Filipe lhe respondeu: “Duzentos denários não comprariam pão suficiente para que cada um recebesse um pedaço!” (João 6.7) A fé vem pelo ouvir, e ouvir a Palavra de Deus, então, nós pregamos o evangelho, a pessoa crê, e é salva por Jesus. (Romanos 10.9,10,17) Nós somos cooperadores de Deus, nós pregamos o evangelho de Jesus, mas é o Espírito Santo que convence o homem do pecado, da justiça e do juízo, e quem promove o novo nascimento. (João 16.8-11) (João 3.5-8)

 

4 – JESUS COMPARTILHA CONOSCO OS SEUS MILAGRES.

A participação de Filipe… (João 6.5) A participação do jovem que entregou a Jesus tudo o que tinha… (João 6.9) Os discípulos organizando o povo, fazendo-os sentar em grupo de cinquenta pessoas… (Lucas 9.14) Os discípulos distribuindo os pães e peixes para as pessoas… (Lucas 9.16) Os discípulos recolhendo o que sobrou, doze cestos… (João 6.12) Na igreja do Senhor, todos os discípulos, na célula e na celebração ao Senhor, são extremamente importantes para levar pessoas a Jesus. André, levou o seu irmão a Jesus… (João 1.40,41) Filipe levou Natanael a Jesus… (João 1.45). Filipe teve sensibilidade com os estrangeiros… (João 12.21). Sua célula precisa ser Betel, porta do céu, um lugar onde as pessoas podem ter um encontro transformador com Jesus Cristo. A multiplicação acontecia à medida que os discípulos distribuíam os pães e peixes às pessoas, portanto, eles participaram diretamente desse grande milagre; podemos dizer que esse foi um milagre compartilhado. Como discípulos nós participamos diretamente dos milagres de Jesus… (Marcos 16.17,18)

 

CONCLUSÃO: Nós somos chamados para nos juntarmos a Jesus naquilo que Ele está realizando na terra em nossa geração, e, assim manifestarmos às pessoas o amor, a graça e o perdão do Pai Celeste. O Espírito Santo nos capacita com amor, graça, poder, sabedoria, coragem e autoridade para testemunhar de Jesus. (Atos 1.8; 4.31) O Espírito Santo nos capacita para realizar grandes milagres em nome de Jesus. (Atos 19.11,12) Em Jesus, você é um agente de milagres.

 

PIB INFORMA:

 

CELEBRAÇÃO DAS CÉLULAS: 02 de dezembro Ana Paula Valadão e Diante do Trono Local: Ginásio Pedro Sola Ingressos, na secretaria da igreja e nas saídas dos cultos.

CONSAGRAÇÃO DE CRIANÇAS: 03/12 faça o cadastro da sua criança pelo site www.pibmarilia.com.br

BATISMO: Dia 10 de dezembro Se você vai ser batizado, fale com o seu líder

DEEP CONFERENCE 2018: 10 a 13 de fevereiro | Inscrições no final dos cultos.